top of page

Comunicado IAF/ISO sobre sobre Mudanças Climáticas


No final de fevereiro, 22/02/2024, IAF/ISO emitiram comunicado sobre a adição de considerações sobre Mudanças Climáticas aos Padrões de Sistemas de Gestão.


O objetivo deste comunicado é destacar a publicação de emendas de Ação Climática aos Padrões de Sistemas de Gestão ISO existentes e novos para refletir os compromissos de Ação Climática da ISO.


Em apoio à Declaração ISO de Londres sobre Mudanças Climáticas, a ISO aprovou uma resolução que resultou na adição de duas novas declarações de texto a uma série de padrões de sistemas de gestão existentes, e será incluída em todos os novos padrões em desenvolvimento/revisão, para abordar a necessidade de considerar o efeito de Mudanças Climáticas na capacidade de alcançar os resultados pretendidos do sistema de gestão. As alterações foram introduzidas inicialmente como alterações a estas normas publicadas.


As alterações (duas novas declarações) foram incorporadas ao novo texto da Estrutura Harmonizada (Apêndice 2 do Anexo SL nas Diretivas ISO/IEC Parte 1 Suplemento ISO Consolidado) como segue:


Tradução livre: 

4.1 Entendendo a organização e seu contexto

A organização deve determinar questões externas e internas que sejam pertinentes para o seu propósito e que afetem a sua capacidade de alcançar o(s) resultado(s) pretendido(s) de seu sistema de gestão XXX.  

Adicionado: A organização deve determinar se as mudanças climáticas são uma questão relevante.  


4.2 Entendendo as necessidades e expectativas de partes interessadas

A organização deve determinar:

  • as partes interessadas que sejam pertinentes para o sistema de gestão XXX.

  • os requisitos pertinentes dessas partes interessadas.

  • quais desses requisitos serão abordados através do sistema de gestão XXX.  

Adicionado: NOTA: Partes interessadas relevantes podem ter requisitos relacionados às mudanças climáticas.


Alguns exemplos das emendas publicadas:


Intenção das mudanças


A intenção é garantir que as questões relativas às Mudanças Climáticas sejam consideradas pela organização no contexto da eficácia do sistema de gestão, para além de todas as outras questões. Estas declarações adicionais em cada norma de sistema de

gestão garantem que este importante tópico não seja esquecido, mas considerado por todas as organizações na concepção e implementação do sistema de gestão.


A intenção geral dos requisitos das cláusulas 4.1 e 4.2 permanece inalterada; essas cláusulas já incluem a necessidade de a organização considerar todas as questões internas e externas que possam impactar a eficácia do seu sistema de gestão; estas novas inclusões garantem que as Mudanças Climáticas sejam consideradas dentro do sistema de gestão e que sejam um fator externo suficientemente importante a ser considerado agora.


Deve-se notar que as Mudanças Climáticas podem ter um efeito diferente em cada componente do sistema de gestão; por exemplo, o efeito num Sistema de Gestão da Qualidade pode ser muito diferente daquele num Sistema de Gestão de Saúde e Segurança.


Não é intenção das alterações (por exemplo) transformar uma auditoria do sistema de gestão da saúde e segurança ou uma auditoria do sistema de gestão da segurança rodoviária numa auditoria que considere desproporcionalmente as Mudanças Climáticas, embora isto não subestime, evidentemente, a importância das Mudanças Climáticas.


A IAF e a ISO enfatizaram que as Mudanças Climáticas são um tema vital e, embora a adição de considerações climáticas seja altamente importante, as normas sempre incluíram a necessidade de que todas as questões que afetam os sistemas de gestão sejam consideradas pela organização. Portanto, muitas organizações que implementam Padrões de Sistemas de Gestão ISO já terão em conta as alterações climáticas.


A adaptação e mitigação das alterações climáticas serão agora colocadas firmemente no radar de milhões de organizações em todo o mundo como uma das muitas questões dentro das suas considerações de contexto que são relevantes para a sua resiliência, sustentabilidade e sucesso contínuos.


Qual impacto para a sua empresa?


As sistemáticas adotadas para cumprimento dos requisitos 4.1 e 4.2 dos Padrões de Sistemas de Gestão ISO deverão ser atualizados e verificados.  As Mudanças Climáticas deverão estar claramente determinadas e, onde aplicável, monitoradas e analisadas criticamente.


Tempo e implementação


Não foi definido no comunicado e também não há outra comunicação ou documento oficial IAF/ISO sobre o prazo para a implementação destas alterações.


Entretanto, alguns organismos de certificação já deram prazo de 12 meses (22/02/2025) e seus auditores tratarão questões relacionadas às Mudanças Climáticas como oportunidades de melhoria neste período.


Está com dúvida ou precisa de ajuda? Nós da E2S Consultoria podemos te ajudar! Entre em contato! contato@e2sconsultoria.com.br

249 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page